, ,

Repúdio a esquerda

Pode causar estranheza o fato da igreja se posicionar sobre um assunto tão “mundano” e polêmico como a política, ainda que possa parece novidade para alguns, devemos ter em mente que desde suas origens, a tradição evangélica tem tratado com máxima seriedade o ensino bíblico sobre o poder civil e as tensões envolvidas entre as esferas da igreja e do estado.

Martinho Lutero foi o primeiro dos reformadores a tratar do assunto, em sua obra Da autoridade secular, até que ponto se lhe deve obediência (1523). Foi seguido por João Calvino, que abordou a matéria nas Instituas da religião cristã (1559), ao tratar “da administração política” (IV.XX). O mais surpreendente é que quase todos os reformadores articularam uma teologia do Estado e várias obras foram lançadas em rápida sucessão.

O movimento da reforma não foi, portanto, um movimento de redescoberta do evangelho, como revelado nas escrituras Sagradas, que visou renovar a igreja. Foi também um amplo movimento de reordenação da sociedade, à luz da revelação de  Deus em sua Palavra. Como escreveu Daniel Elazar, “a estrada para a democracia moderna começou com a reforma protestante no século XVI, em especial entre aqueles expoentes protestantes reformistas que desenvolveram uma teologia política que remeteu o Ocidente de volta aos caminhos do autogoverno popular, com ênfase na liberdade e igualdade”.

Desse modo, contrariando muito do pensamento secular, o que se descobre é a igreja reformada é precursora dos movimentos contrários aos regimes totalitários. Assim sendo, creio que a igreja como uma das esferas de Deus para promover o bem à sociedade, não pode calar-se, não pode anular-se diante de tamanho afronto ao povo, a fé e a Cristo, no Brasil o povo vem sofrendo com falta da liberdade econômica, a fé cristã têm sido vilipendiada e a igreja perseguida. A igreja não pode calar-se!

Aquele que não está comigo, está contra mim; e aquele que comigo não ajunta, espalha. (Mateus 12:30)
Portanto, num momento crítico na história política da nossa nação, somos convidados a examinar o que as Escrituras dizem sobre nosso relacionamento com o estado (governo). Não encontramos na Bíblia uma única menção a favor do aborto, das drogas, do “aparelhamento” do estado, retirada de dinheiro de uns para dar a outros, mas pelo contrário, a bíblia nos diz em que o papel do estado é recompensar quem pratica o bem e punir quem pratica o mau, nos ensina também sobre o direito de propriedade.

Ser socialista é tomar o partido de César, não de Cristo, é assumir uma postura perigosíssima para a igreja. De várias maneiras, o governo atual, honrando suas influências teóricas e suas alianças internacionais, busca cada vez mais controle sobre a sociedade. O Estado “jamais” pode ferir a soberania das esferas individuais, familiares e corporativas, pois a autoridade de cada esfera descende igualmente de Deus. Caso o faça, devemos orar para que retorne ao ideal divino, opondo-nos a cada atentado à liberdade e amparando os perseguidos. Mas isso só será possível se substituirmos a cosmovisão esquerdista por uma genuína cosmovisão cristã.

O que temos visto nos último anos em nosso país é uma esquerda que avança a cada dia sobre os princípios cristãos, sobre o marco civilizatório da sociedade e sobre o indivíduo, esta é a hora da igreja levantar sua bandeira em defesa da família tradicional, do bem, do belo e da verdade. Por conta disso, nós como igreja do Senhor e como cidadãos, rejeitamos toda a ideologia contrária aos princípios judaicos-cristãos.

Assim sendo, a Igreja Cristã Gileade em Juazeiro do Norte repudia a candidatura de qualquer partido de esquerda e suas ideologias maléficas. Respeitamos o direito individual de cada cidadão em expressar-se, mas cremos que todo o viver do cristão deve ser abalizado sobre a bíblia e suas doutrinas, isso inclui nossa cidadania terrena e nosso voto. Assim reiteramos nosso repúdio à esquerda e sua ideologia, nosso repúdio a candidatos de esquerda ou candidatos que tenham víeis socialistas/comunistas que visão a desconstrução da família, da igreja, e dos princípios cristãos.

Pr. Franco Júnior
Pastor Presidente da Igreja Cristã Gileade em Juazeiro do Norte

0 respostas

Deixe uma resposta

Promova o debate!
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *